Como aplicar o trabalho remoto nos clubes desportivos

Com o desporto parado, é fundamental aplicar o trabalho remoto nos clubes desportivos para que, dentro das condições existentes, esta paragem seja o menos prejudicial possível. 

O estado de alerta, e agora de emergência, em que temos vivido trouxe consigo algo incomum no desporto, uma paragem. Contudo, apesar deste momento de inactividade dos clubes, ainda há trabalho a fazer e é importante que estes se adaptem ao trabalho remoto, por forma a reduzir as consequências desta paragem e facilitar o regresso ao normal.

Trabalhar à distância é possível e hoje é a única opção!  

Como adaptar o trabalho remoto nos departamentos do clube durante o tempo de suspensão

Trabalho remoto no Departamento Administrativo:

Apesar de grande parte do trabalho administrativo ser realizado nas instalações dos clubes, algumas das principais tarefas podem ser realizadas em regime de teletrabalho ou trabalho remoto, tais como:

  • Atualizar as bases de dados e as informações 

Manter uma Base de Dados atualizada exige especial atenção e dedicação. Por vezes torna-se difícil quer por falta de tempo quer pelo atraso ou não colaboração dos sócios/encarregados de educação e, por todas as tarefas no dia a dia de um clube desportivo, este trabalho acaba muitas vezes por ficar para segundo plano.

Aproveite esta pausa para verificar os dados que estão em falta, quer sejam de sócios, atletas, encarregados de educação ou staff e conhecer um pouco mais sobre as pessoas que diariamente se relacionam com o clube. Quem sabe não descobre alguns padrões em comum que pode usar para melhorar o relacionamento entre as partes.

Uma base de dados actualizada é fundamental para potenciar a relação entre o clube e os seus stakeholders. 

  • Verificar e atualizar a existência de consentimentos para a recolha e proteção de dados

Apesar de estar em vigor desde 2018, alguns clubes ainda não estão a cumprir todas as normas do Regulamento Geral de Proteção de Dados.

O RGPD estabelece que os proprietários de todos os dados que necessitem ser recolhidos, utilizados e partilhados com outras entidades, dêem o seu consentimento de forma livre e informada. 

Caso ainda não esteja em concordância com este Regulamento, deverá aproveitar este momento para implementar a proteção de dados no seu clube, antes de incorrer em riscos e punições.

  • Atualizar, controlar e gerir toda a parte financeira do clube

Tendo em consideração este tempo de inatividade dos clubes, é possível que muitos precisem de fazer eventuais ajustes nos serviços cobrados no seu dia-a-dia, como as mensalidades dos atletas ou outros produtos desportivos. 

Ainda que o clube não esteja a trabalhar, é possível que hajam movimentos financeiros que precisam continuar a ser processados para garantir o seu bom funcionamento. Neste sentido, o departamento administrativo do clube deve aproveitar para atualizar, controlar e gerir toda a informação de pagamentos quer de atletas e staff como fornecedores.

Esta análise e acompanhamento financeiro, permitirá também perceber o impacto na tesouraria deste tempo de inactividade, ajudando a que haja uma melhor preparação dos cenários possíveis e evitar assim eventuais constrangimentos aquando o regresso ao trabalho.

Coordenadores Técnicos em teletrabalho:

Os coordenadores técnicos enquanto responsáveis pelo plano estratégico da formação, tanto trabalham no terreno como numa ótica mais de planeamento. Assim, com a suspensão de toda a actividade desportiva, esta é uma boa altura para a coordenação técnica se dedicar ao trabalho remoto e focar mais na parte da organização e planeamento.

  • Avaliar o trabalho desenvolvido com a formação durante a época

Este tempo de paragem pode ser aproveitado também para fazer uma avaliação de todo o trabalho desenvolvido até ao momento, e proceder a eventuais ajustes de forma a preparar quer o regresso aos trabalhos, como também a próxima época desportiva. 

  • Garantir que as informações relativas ao desempenho das equipas e atletas estão atualizadas

Para uma boa avaliação é fundamental que a informação esteja o mais completa possível. Por isso, caso estejam dados em falta, é o momento de coordenar com o restante staff a actualização e recolha de toda a informação quer das equipas quer dos atletas. 

O trabalho dos Treinadores à distância

As equipas técnicas são quem vê o seu trabalho mais afetado pela suspensão dos campeonatos, uma vez que com a impossibilidade de treinar não conseguem levar a cabo a sua missão. Todavia, é importante que os treinadores e as suas equipas técnicas se mantenham próximas dos atletas, acompanhando-os e motivando-os para que este período não seja uma condicionante no seu desenvolvimento. Posto isto, sugerimos que as equipas técnicas aproveitem a pausa para:

  • Criar planos de desenvolvimento individuais para os atletas

As equipas técnicas poderão aproveitar este tempo para, de acordo com o plano estruturado e os objetivos da equipa, ajudar os atletas  a reduzir ao máximo as consequências desta paragem prolongada.

Assim, os treinadores poderão criar planos de home training adequados a cada atleta que permitam não só ajudá-los a manter a forma, como também melhorar algum aspecto específico e ainda mantê-los motivados para o regresso

  • Atualizar e analisar os dados de desempenho da sua equipa

A preparação dos treinos ou do próximo jogo, por vezes impede que os treinadores consigam manter todo o trabalho organizado e atualizado numa base regular, dificultando assim a análise do desempenho das equipas e dos atletas.

Para garantir que tem tudo em ordem no momento do regresso ao trabalho, devem aproveitar para atualizar os registos de jogos e treinos para que todas as informações fiquem centralizadas e acessíveis a outros elementos da equipa.

É responsabilidade do treinador ceder esta informação diária da performance da equipa e atletas para que outros elementos do clube, como os coordenadores técnico, possam acompanhar a evolução do atleta e perceber se o seu desenvolvimento vai ao encontro dos objectivos de formação estipulados pelo clube para cada escalão.

Como os Departamentos Médicos e de Psicologia podem apoiar os atletas à distância:

Tanto o departamento médico, como o de psicologia são partes bastante importantes para o acompanhamento dos atletas, cujo período de paragem pode ser visto como um retrocesso na sua recuperação e evolução. Neste sentido, durante a pausa do campeonato, quer o departamento médico dos clubes, quer os psicólogos devem manter a proximidade de forma a:

  • Acompanhar a recuperação de atletas lesionados durante o tempo de paragem

Os profissionais que constituem o departamento médico são, por norma, a primeira linha de contacto quando o atleta se lesiona. Assim, consoante os casos e tipos de lesões, os departamentos médicos dos clubes podem fornecer aos atletas lesionados planos de tratamento/exercícios que facilitem a recuperação durante a paragem, devendo inclusive seguir a evolução da lesão à distância.

  • Acompanhar e garantir a motivação dos atletas

O tempo de paragem pode ser bastante difícil de gerir, em especial pelos mais jovens, que vivem num grau de incerteza quer em relação ao seu futuro académico quer em relação ao desporto. 

Numa altura em que se especula sobre como será o regresso à escola, o regresso aos campeonatos, ou inclusive se estes ainda retornarão esta época, torna-se essencial que os psicólogos se mantenham atentos aos atletas e os acompanhem de forma a gerir as suas expetativas. 

Assim, ajudar a esclarecer eventuais dúvidas, ou até criar pequenas reuniões ou dinâmicas de grupo por vídeo chamada pode ser uma forma de manter os atletas mais motivados, unidos e focados.

O trabalho remoto nos clubes desportivos é uma alternativa viável 

Ainda que esta suspensão tenha vindo desestabilizar a rotina, há muito trabalho que pode ser feito à distância. É importante que todos se consigam adaptar o melhor possível por forma a prosseguir o trabalho e reduzir as consequências desta paragem.

Utilizar o Software de Gestão e Comunicação, torna a gestão do trabalho à distância mais simples e eficaz, ao mesmo tempo que se aumenta a colaboração e produtividade entre todo o staff. Contudo, quer seja no digital ou em papel, o trabalho não pára e deve ser preparado para que o regresso seja mais fácil e suave para todos.  

Não importa o lugar, um clube desportivo deve estar sempre EMJOGO!

About the Author:

Formada em Marketing, a Jessica junta a paixão pelo desporto, em especial o futebol, ao gosto pela escrita. A sua missão? Trazer as melhores práticas no marketing e ajudar os clubes desportivos a melhorar as suas relações externas.