Importância do Treinador na Formação dos Jovens Atletas

Quando falamos com pessoas que praticaram desporto na sua infância e juventude, tenham elas seguido ou não uma carreira nesta área, é muito comum ouvirmos relatos sobre a importância que o desporto teve na sua vida e na construção da sua personalidade. Desses tempos, é a figura do treinador que é mais vezes lembrada e que tem o maior destaque. 

O ensino de uma modalidade nos escalões de formação, não é de todo semelhante ao trabalho que se realiza com os escalões séniores. Mais do que a componente desportiva ou a competição, deve-se ter em consideração as várias etapas do Desenvolvimento dos Atletas no Desporto de Formação onde os resultados nem sempre são o mais importante.

Seja qual for a etapa na formação o treinador tem um papel preponderante não só no sucesso desportivo, mas também na formação do atleta enquanto indivíduo.  

A importância do treinador na formação pessoal, social e desportiva

O desporto tem um papel bastante importante no desenvolvimento das crianças e jovens, sendo claro a formação de atletas o seu grande objetivo. 

Assim, espera-se que o treinador passe aos jovens os principais fundamentos da modalidade bem como as competências técnicas e táticas adequadas a cada idade que permitam a progressão contínua nos vários escalões, até, se possível, aos escalões seniores.

Além da dinâmica desportiva, existem outras áreas, em especial do desenvolvimento pessoal, onde o treinador acaba por ter uma grande influência no dia-a-dia do trabalho com os atletas, tais como:

  • Construção de maior autonomia e independência para a tomada de decisões;
  • Construção da autoconfiança, auto-estima e segurança;
  • Desenvolvimento da resiliência por forma a aprender a lidar com a falha, o insucesso, as frustrações ou a pressão;
  • Desenvolvimento do espírito de equipa, cooperação e camaradagem;
  • Desenvolvimento do sentido de compromisso;
  • Criação de empatia e senso de justiça.

Por último, mas não menos importante, há a dimensão social. Seja modalidade individual ou coletiva, a interação com o outro está sempre presente. Sendo o treinador frequentemente visto como uma referência pelos mais novos, acaba por ter um grande impacto nas competências inter e intrapessoais. Ao ajudar, muitas vezes através do exemplo, os atletas a perceber valores como o respeito pelas opiniões e o espaço do outro, abre-se espaço para que a vivência em grupo e em sociedade, onde o todo é por norma mais importante que as partes, seja feita de uma forma mais saudável e íntegra. 

Há que ressalvar no entanto que a integração dos jovens numa modalidade desportiva per si não significa que todos estes resultados sejam alcançados, pelo que é necessário que a aprendizagem seja estruturada para que nas diversas situações do dia-a-dia se consiga dar resposta a estas três dinâmicas.

Mais do que um técnico, o treinador é um exemplo a seguir!

Ser treinador é muito mais do que treinar atletas ou uma equipa. Quando conseguem estabelecer uma boa relação, os treinadores adquirem um lugar de elevada influência nos jovens, o que permite aumentar os benefícios da formação. 

Além de serem vistos como especialistas, são mesmo vistos como modelos a seguir devido ao contexto muitas vezes mais descontraído e lúdico em que se inserem. É até comum que os mais novos sejam mais influenciados pelos treinadores do que pelos próprios familiares.

Por este motivo, o papel do treinador não se centra só na formação desportiva mas também em formar o Homem para a vida.

About the Author:

Formada em Marketing, a Jessica junta a paixão pelo desporto, em especial o futebol, ao gosto pela escrita. A sua missão? Trazer as melhores práticas no marketing e ajudar os clubes desportivos a melhorar as suas relações externas.